Seguir por Email

Resenha: A maldição do tigre - Colleen Houck.

Autora:Colleen Houck.
Editora:Editora Arqueiro.
Páginas:352
Nota:10
Sinopse:Paixão. Destino. Lealdade. Você arriscaria tudo para salvar seu grande amor? Kelsey Hayes perdeu os pais recentemente e precisa arranjar um emprego para custear a faculdade. Contratada por um circo, ela é arrebatada pela principal atração: um lindo tigre branco. Kelsey sente uma forte conexão com o misterioso animal de olhos azuis e, tocada por sua solidão, passa a maior parte do seu tempo livre ao lado dele. O que a jovem órfã ainda não sabe é que seu tigre Ren é na verdade Alagan Dhiren Rajaram, um príncipe indiano que foi amaldiçoado por um mago há mais de 300 anos, e que ela pode ser a única pessoa capaz de ajudá-lo a quebrar esse feitiço. Determinada a devolver a Ren sua humanidade, Kelsey embarca em uma perigosa jornada pela Índia, onde enfrenta forças sombrias, criaturas imortais e mundos místicos, tentando decifrar uma antiga profecia. Ao mesmo tempo, se apaixona perdidamente tanto pelo tigre quanto pelo homem.


A MALDIÇÃO DO TIGRE é o primeiro livro da série TIGER'S CURSE,já vi a capa desse livro e da pra perceber que ele irá falar bem mais do irmão de Ren, Kishan,estou louca para ler o segundo livro que tenho certeza que será tão incrível quanto o primeiro. 
Uma das coisas que eu mais gosto nesses autores como Rick Riordan, Colleen Houck,entre outros é que eles nos trazem informações sobre outras culturas de uma super legal, aprendi várias palavras indianas com esse livro e espero aprender ainda mais com o próximo livro.
O que eu mais gostei nesse livro é que a personagem principal, Kelsey, tem sua vida mudada em apenas um dia.Em um dia Kelsey está em um circo cuidando de um lindo tigre branco e no outro está na Índia encarando uma aventura incrível.
E por último...a escolha da autora em colocar a música One last cry caiu como uma luva para o final do livro.


Soneto XVIII

Se te comparo a um dia de verão,
És por certo mais belo e mais ameno.
O vento espalha as folhas pelo chão.
E o tempo do verão é bem pequeno.
Às vezes brilha o Sol em demasia,
Outras vezes desmaia com frieza;
O que é belo declina num só dia,
Na eterna mutação da natureza.
Mas em ti o verão será eterno,
E a beleza que tens não perderás;
Nem chegarás da morte ao triste inverno;
Nestas linhas com o tempo crescerás.
E enquanto nesta terra houver um ser,
Meus versos vivos te farão viver.

Só achei um único erro na digitação do livro que foi feito por pontuações na segunda linha do quarto paragrafo onde colocaram ''e abotoada na frente,.Era azul''





Capa do segundo livro, ainda sem previsão de lançamento.








1 comentários:

Suellen disse...

Nossa! Adoraria ter esse livro. Ele sempre é muito bem recomendado e adoraria lê-lo. Adorei a resenha e beijos!

Postar um comentário