Seguir por Email

Um porto seguro - Nicholas Sparks

Nome: Um porto seguro.
Autor: Nicholas Sparks.
Páginas: 416
Editora: Novo Conceito.
Sinopse: Quando uma mulher misteriosa chamada Katie aparece repentinamente na pequena cidade de Southport, na Carolina do Norte, questionamentos são levantados sobre seu passado. Linda, mas discreta, Katie parece evitar laços pessoais formais até uma série de eventos levá-la a duas amizades relutantes: uma com Alex, o viúvo, com um coração maravilhoso e dois filhos pequenos, a outra com sua vizinha muito franca, Jo. Apesar de ser reservada, Katie começa a baixar a guarda lentamente, criando raízes nessa comunidade solícita e tornando-se próxima demais de Alex e de sua família. No entanto, quando Katie começa a se apaixonar, ela se depara com o segredo obscuro que ainda a assombra e a amedronta: o passado que a deixou apavorada e a fez cruzar o país para chegar no paraíso de Southport. Com o apoio simpático e insistente de Jo, Katie percebe que deve escolher entre uma vida de segurança temporária e outra com recompensas mais arriscadas… e que, no momento mais sombrio, o amor é seu único refúgio. 

  Atualmente, é bem difícil encontrar alguém que não tenha lido um livro do Nicholas Sparks e pra quem não leu esse é um ótimo livro para ser indicado.


    Em , Um porto seguro, conhecemos Katie, uma mulher com um grande segredo que faz com que ela tenha pesadelos a noite e viva uma vida de desconfiança, mudanças e inseguranças. Katie é uma mulher forte que, assim como muitas outras mulheres, quer apenas recomeçar a vida, esquecer o passado, seguir em frente e não se sentir presa a mais nada ou a mais ninguém. 
   O grande problema de Katie é Alex, ela sofreu muito com o passado e não sabe se está pronta para assumir um novo romance, ainda mais com um homem viúvo com dois filhos pequenos. 


  Eu havia ficado um tempo sem ler os livros do Sparks por causa dos temas serem parecidos, são histórias que acabam ficando previsíveis e isso fez com que eu me irritasse um pouco com o autor mas depois de quase um ano sem ler nenhum livro decidi ler ''Um porto seguro'' e como sempre acontece com os livros do Sparks, não me arrependi em nada. 
  Os personagens e a história, como sempre, são bem definidos e mesmo tendo mais de um narrador na  você não se perde entre as narrações. O que eu mais gosto no Sparks é o fato de ser histórias que podem acontecer ou que já aconteceram com uma pessoa e elas podem ajudar outros que passam pelo mesmo a pedirem ajuda e não ficarem com medo de se esconder.
  Nesse livro, temos uma história triste que mostra a realidade de milhões de mulheres no mundo, a agressão a mulher, e gostaria de deixar a lei sobre esse assunto (Lei Maria da Penha) e o número para que as mulheres possam ligar e LEMBREM-SE MULHERES, se seus maridos/namorados/.. bateram em vocês a culpa NÃO É DE VOCÊS, eles não podem fazer isso e vocês não devem deixar acontecer de novo, mas como não deixar acontecer? NADA de tentar arrumar a casa direito ou fazer o que eles querem, isso não vai fazer com que isso pare ...Se querem que isso parem, vão até a delegacia e registrem um Boletim de Ocorrência contra o agressor ou LIGUE NO 180. 
                  AMOR NÃO É DITADURA.

Se quiser saber mais sobre a Lei Marina da Penha clique aqui.

Resenha: Estilhaça-me - Tahereh Mafi.

Nome: Estilhaça - me
Autora: Tahereh Mafi
Páginas: 304
Editora: Novo Conceito. 
Sinopse: Juliette nunca se sentiu como uma pessoa normal. Nunca foi como as outras meninas de sua idade. O motivo: ela não podia tocar ninguém. Seu toque era capaz de ferir e até matar.
Durante anos, Juliette feriu e, segundo seus pais, arruinou o que estava à sua volta com um simples toque, o que a levou a ser presa numa cela.Todo dia era escuro e igual para Juliette até a chegada de um companheiro de cela, Adam. Dentro do cubículo escuro, Juliette não tinha notícias do mundo lá fora. Adam ia atualizando-a de tudo.
Juliette não entendeu bem o que estava acontecendo quando foi retirada daquela cela e supostamente libertada, ao lado de Adam, e se vê em uma encruzilhada, com a possibilidade de retomar sua vida, mas por caminhos tortuosos e totalmente desconhecidos.

"Estilhaça-me" é um romance fantástico, que intriga, angustia e prende o leitor até a última página com uma história surreal que mistura amor, medo, aventura e mistério e traz um desfecho surpreendente.


   A história se baseia em uma menina que se odeia por seu ''dom'', se ela encostar em alguém a pessoa pode morrer mas isso muda com a chegada de Adam e com a descoberta de que ele é imune ao seu toque e é ai que o amor de infância volta á tona e o pássaro da liberdade se entrega a ela. 
  Juliette é amada abandonada pelos pais que acham que ela é uma filha perfeita aberração e após ficar três anos protegendo os outros de si mesma presa, Warner (um homem bonito e misterioso,um homem cruel e maldoso) decide capturá-la e usá-la como arma no seu exército, para que ela possa salvar torturar pessoas.
   No desenvolvimento do livro , Tahereh, nos mostra partes da infância sofrida de Adam e Juliette que nos leva a entender de onde vem a grande conexão com ele, mas a grande descoberta, a grande reviravolta está nos últimos capítulos do livro onde descobrimos que Juliette não é a única aberração está sozinha e é onde ela pode se descobrir, começar a entender porque foi amaldiçoada o que é. 
   O começo do livro me deixou bem confusa e quase sem vontade de continuar  lendo, mas depois cheguei a conclusão de que a autora quis nos mostrar de como a personagem , Juliette, estava confusa e com um jogo de palavras incríveis ela consegue isso.